Resenha: Filha da Ilusão – Teri Brown

FILHA_DA_ILUSAO_1402438258BFilha da Ilusão (Born of Illusion)
Série Herdeiros da Magia #01
Teri Brown
Valentina, 2014
288 páginas
Skoob
Ilusionista talentosa, Anna é assistente de sua mãe, a famosa médium Marguerite Van Housen, em seus shows e sessões espíritas, transitando livremente pelo mundo clandestino dos mágicos e mentalistas da Nova York dos anos 1920. Como filha ilegítima de Harry Houdini – ou pelo menos, é o que Marguerite alega – os passes de mágica não representam um grande desafio para a garota de 16 anos: o truque mais difícil é esconder seus verdadeiros dons da mãe oportunista. Afinal, enquanto os poderes de Marguerite não passam de uma fraude, Anna consegue realmente se comunicar com os mortos, captar os sentimentos das pessoas e prever o futuro.

Hei pessoal!

Quem gosta de mágica? Eu! \o/
Hoje vamos falar de um livro que explora esse mundo do ilusionismo, com muito mistério e vários enigmas para desvendar.

Em Filha da Ilusão temos como cenário a Nova York de 1920, onde conhecemos Anna Van Housen e sua mãe, Marguerite. Ambas acabaram de ser mudar para a Big Apple buscando novas oportunidades, em que pudessem apresentar seus shows de ilusionismo e clandestinamente realizar sessões espíritas cobrando uma pequena fortuna, afinal muitos gostariam de entrar em contato com algum parente que já faleceu.

Marguerite Van Housen é conhecida como uma mulher belíssima e médium excepcional, mas a verdade é que ela não passa de uma atriz, ou seja, engana seu público e não tem nenhum dom de falar com os mortos. E para exaltar seus “poderes” e fama, divulga sempre que pode, que Anna é filha ilegítima de Harry Houdini, um dos mais famosos escapologistas e ilusionistas da história.

IMG_5948[1]

Já por outro lado, a jovem Anna é a assistente de palco da mãe e uma sensitiva nata, não gosta de enganar as pessoas e um dos seus maiores desejos é parar com as sessões espíritas para se dedicar somente aos shows de mágica. Mas, além do seu talento para o ilusionismo, ela esconde desde de pequena um grande segredo, ela é capaz de sentir o que os outros sentem ao tocá-los e consegue prever vários acontecimentos do futuro, como pressentiu a tragédia do Titanic. 😮

Ao longo do livro, descobrimos junto com Anna, que ela é muito especial, capaz de deixar muitas pessoas com segundas intenções bem interessadas. E com o crescimento dos seus poderes, Anna começa a ter vários pesadelos que a deixam horrorizada, em todos a mãe e ela estão em grande perigo e ficamos ansioso para descobrir o que significa esses sonhos. E com esse enigma adentramos mais na história repleta de surpresas e mistérios.

A ficção fantástica criada por Teri Brown é intrigante e nos deixa curiosos com os próximos acontecimentos, apesar do título, o ilusionismo não é o foco, na história encontramos os dilemas de uma garota de 16 anos, o primeiro namorado, as incertezas sobre seu verdadeiro pai e as dúvidas sobre o amor e ódio de sua mãe charlatã.

Gostei muito da forma que foi conduzida o enredo, esse mistério sobre os poderes e não saber em quem confiar me deixou viciada na leitura. E por se trata do primeiro livro, ainda há muito para se descobrir. Senti que a autora se segurou em vários momentos, deixando várias pontas soltas para os próximos. #ansiosa

O livro é narrado pela Anna, mas ainda sim é possível ter uma visão de vários cenários e de outros personagens. A descrição das cenas é muito bem feita e consegui imaginar os shows, as mágicas e todo o ambiente envolvido. Os personagens considero o ponto alto do livro, todos foram bem caracterizados, me surpreenderam em atitudes e nenhum tem aquele estereótipo pronto.

A série Herdeiros da Magia já conta com 3 publicações lá fora e no Brasil temos o primeiro livro pela Editora Valentina, que realizou um trabalho belíssimo na diagramação e com uma capa que remete ao ilusionismo. Abaixo as capas americanas, que eu achei lindas também.

Born of Illusion

Gostaram?

 💻 Resenha feita por mim e publicada também no blog Meu Mundinho Fictício.

Barrinhadivisoria2_zpsb656bfb6

Anúncios

32 comentários sobre “Resenha: Filha da Ilusão – Teri Brown

  1. Olá! Sua resenha está perfeita. Eu não gosto muito de mágica, médium e toda essa coisa que vem junto, mas o que me chamou atenção foi o que você falou. Não se trata somente disso, o livro retrata mais a vida de Anna e seus problemas, e claro, eu adoro livros com esse foco. A capa é linda e já coloquei ele na minha listinha de livros para ler.
    Um beijo!

    Curtir

  2. Olá,

    Gostei muito da premissa da história, adoro livros que envolvam essas questões espirituais e acho que por isso eu ia me interessar bastante pela obra. A Anna parece ser uma protagonista bem cativante e isso me interessa muito, além do mais fiquei curiosa para saber mais sobre ela ser sensitiva e sobre os dilemas de adolescente em que ela vive. Ah e que capa linda em adorei? Adorei a sua edição. Fico feliz que você tenha gostado tanto do livro.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    Curtir

  3. Olá, Suzzy!!

    Adorei sua resenha!! Não conhecia esse livro ainda, mas já estou adicionando na minha lista de desejados!

    A Valentina tem de fato títulos ótimos e acabo gostando de praticamente todos que leio dela. 🙂

    Bjs

    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    Curtir

  4. Tem um tempinho que conheço o livro, não literalmente a história, eu babava nessa capa na livraria haha nunca tinha visto resenha dele, mas agora que eu quero ler mesmo, vou tentar comprar, se não der vou ler no kobo mesmo. Eu achei a capa brasileira mais bonita que a gringa! Haha
    http://www.belapsicose.com

    Curtir

  5. oi ^^
    acredita que eu queria ler o livro só pela capa e nunca nem tinha lido a sinopse? pois é, pensando bem só a capa me interessa mesmo. eu imaginava algo bem diferente e não que não seja um livro que eu leria, mas a história não me chamou a atenção não.

    Curtir

  6. Oi Suzzy, tudo bem? Fiquei apaixonada por essa capa, ela é muito linda. Pela sinopse o livro parece ser bem interessante, gosto de mágica, de mentalistas, de assuntos diferentes. Amei sua resenha, já fiquei curiosa para ler. Beijos, Érika ^^

    Curtir

  7. Olá, adorei a resenha, a premissa do livro me agradou muito e quando você menciona que os personagens são o ponto auto da obra ai me ganhou de vez. Adoro livros que apresentam personagens bem trabalhados, faz com que meu interesse aumente ainda mais.

    Abraços

    Curtir

  8. Olá, tudo bem?
    Ainda não conhecia este livro, mas achei ele muito interessante, não me interesso muito em livros neste estilo. Acho que o fato dela ser uma sensitiva me atraiu bastante.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    Curtir

  9. Eu já havia lido algumas resenhas desse livro e sempre fico com desejo de conferi-lo. Gosto da premissa e, pela sua resenha, posso dizer que também vou gostar da narrativa, pois ha mistérios, descobertas sobre o amor. E em que confiar, quando se tem tamanho poder?! Sabe que achei a capa brasileira mais bonita!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s