Resenha: Frozen – Melissa de la Cruz & Michael Johnston

FROZEN_1462628432583055SK1462628432BFrozen
Mundo de Gelo, Coração de Fogo #1
Melissa de la Cruz & Michael Johnston
Bertrand Brasil, 2016
308 páginas
Skoob | Goodreads
Nova Vegas, uma cidade outrora cheia de brilho, mas que atualmente é coberta de gelo. Nat é uma jovem crupiê à procura de uma saída. Como muitos, ela ouviu falar de um lugar mítico simplesmente chamado de Azul, um paraíso onde o sol ainda brilha e as águas são turquesa Mas o caminho para o Azul é traiçoeiro e sua única chance é apostar em um grupo de mercenários liderados pelo arrogante Wes para conduzi-la a seu destino.

📚 Livro recebido em parceria com o Grupo Editoral Record.

Hello gente!

Desde que vi a capa de Frozen eu fiquei interessada pela história distópica, com mistérios a serem desvendados, aventuras e até um possível romance, que eu sempre gosto.

O mundo não é mais como antes, após as guerras, o consumo desenfreado, poluição e devastação da natureza, o planeta não aguentou e está praticamente perdido, grande parte agora é inóspito e o frio e gelo tomaram conta. Um dos poucos lugares que sobraram é Novas Vegas, de onde acompanhamos o início da saga da jovem Natasha Kestal, uma crupiê de um cassino, onde algumas pessoas ainda tentavam a sorte com o pouco que ganhavam.

O governo nesse mundo congelado é opressor e autoritário, mantendo a população dentro das cidades e em condições drásticas de fome e frio. Nat tem um passado sombrio e se esconde a todo custo que é uma marcada. Nesse universo, ser marcada é um perigo, pois significa que possui poderes sobrenaturais, alguns são capazes de ler mentes, outros de criar ilusões, mas Nat ainda não entende muito bem o seu dom e a única coisa que sabe é que escuta a voz de um mostro dentro da cabeça que a manda fazer coisas, que tem salvado sua vida.

Nessa terra de gelo, reza uma lenda que existe um lugar chamado de Azul, onde o verde cresce, há animais e muita vida em todo canto. Há água natural e a vida é próspera. Mas como quem tentou chegar nessa região nunca voltou para contar se encontrou ou se morreram no caminho, pode tudo ser apenas uma ilusão para dar esperança. A voz da cabeça de Nat a manda procurar por esse local e ela parte para o desconhecido com a ajuda do mercenário Ryan Wesson.

13531843_1737547739837093_782796121_n(1)

Antes que alguém confunda, melhor avisar que a história de Frozen aqui não tem nada a ver com o Frozen da Disney, não se trata de uma releitura, apesar dos títulos serem iguais. A trilogia é uma co-criação entre Melissa de la Cruz e seu marido, Michael Johnston, e vamos encontrar uma história distópica, que acredito que tenha muito mais a oferecer nos próximos volumes. Gostei muito do início, me deixando com grandes expectativas sobre as aventuras e mistérios, mas ao longo da leitura não foi tão prazeroso devido à falta de reviravoltas e ao pouco desenvolvimento dos personagens.

Narrado em terceira pessoa, já existe certo distanciamento dos protagonistas, mas os autores não apresentaram muito sobre Nat e Wes, o desenvolvimento deles foi um pouco raso, e ao longo da história faltou uma evolução melhor para nos deixar mais conectados com os eles. Nat ainda não se conhece direito e talvez por isso tenha pouco para nos apresentar sobre sua vida, ela perdeu a memória muito nova e sem parentes, seu passado ainda é um enigma. Wes por outro lado esconde muito sobre sua vida, já foi um militar e agora é um mercenário. Entre inúmeros trabalhos “não tão nobres” que já realizou, um deles é ser um atravessador.

A narrativa é de fácil leitura, mas a história começa melhor do que termina, há poucas reviravoltas que realmente te fazem sentir alguma emoção, o que deixa a leitura monótona em algumas partes. O final é satisfatório e deixa um gancho para o próximo livro, espero que as pontas soltas sejam explicadas. No geral eu ainda recomendo a leitura, principalmente para quem gosta de distopias. A edição lançada está muito bem feita, apesar das folhas serem brancas, não me incomodou em nada a leitura e recomendo para quem gosta de uma aventura com um toque de fantasia.

»» Sobre a Trilogia Mundo de Gelo, Coração de Fogo ««

Todos os livros da trilogia já foram lançadas nos EUA, e teve uma boa crítica. No Brasil é publicada pela Bertrand Brasil e amei a capa criada pela editora, mas ainda não temos previsão do próximo volume. Abaixo estão as capas originais.

Série Frozen

Beijos.

Suzzy Chiu

Anúncios

23 comentários sobre “Resenha: Frozen – Melissa de la Cruz & Michael Johnston

  1. Eita achei que era releitura! =/
    foi mal
    Olhaaaa essas capas! Que incrível! Ahh eu não tenho problemas com livros em terceira pessoa!
    Já li vários que minhas amigas abandonaram pelo mesmo motivo.
    Ahh é distopia eu quero! ❤
    Vou dar uma chance, quem sabe acontece o mesmo que com os livros das minhas amigas!
    uhuuuu!
    Beijosss

    Curtir

  2. Olha a capa do Brasil e bonita mas a original e mais tenho que assumir. Eu não sou muito chegada mais ao gênero então apesar de sua resenha está maravilhosa com sua opinião sincera não sei se leria para ter minhas opiniões sobre tal. Mas quem sabe não é?

    Curtir

  3. Olá,

    Desde que este livro foi lançado estou morrendo de vontade de conhecer a história. A temática do livro é bem interessante e gosto dessa ideia de ser proibido usar os poderes, mas há um lugar de refúgio para essas pessoas. Os personagens também parecem serem bem construídos o que me agrada muito. Espero em breve poder embarcar nessa história.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    Curtir

  4. Oiii Suzzy, como vai gaorota?
    Como assim eu não conhecia esse livro? Fiquei chocada diante disso, me bateu uma louca curiosidade para saber se a personagem vai conseguir conhecer e frequentar esse lugar “Azul” adoro livros que tenham gelo, isso me chamam muita atenção. Acho tão linda essas edições qe tu faz nas imagens.
    Beijinhos

    Curtir

  5. Adorei o contexto do livro, e li um muito parecido recentemente – Exodus (Julie Bertagna), mas ao invés de tudo estar congelado, as geleiras já haviam derretido e mundo estava praticamente todo inundado. Gostei do livro, a capa tá linda. Com certeza vou querer ler futuramente. Ótima resenha! Beijooo

    Curtir

  6. Confesso que logo pensei na Elza rsrs.
    Achei que fosse uma história de fantasia e não uma distopia, gostei muito de tudo que você destacou na sua resenha, deu para ter uma boa ideia do que esperar desse livro. Quero muito ler mas começar uma série é tão complicado rsrs. A capa original tem muito mais a ver com a história do que a brasileira.

    Jéssica Rodrigues

    Curtir

  7. Olá Suzzy, nossa nem sabia desse livro, eu leria só por que ele é uma distopia, e é um gênero que gosto bastante de ler e faz um tempo que não aparece um em casa, sobre a história é bem atraente, ainda mais por ser o primeiro, acredito que nos demais livros, as coisas esquentem literalmente kkk,
    Bjkas

    Curtir

  8. Gente, como assim não tem nada a ver com Frozen? E eu ignorando o livro por aí, sem nem ler a sinopse, porque ju-ra-va que era historinha da Elsa hahaha!
    Eu gostei muito do enredo, adoro distopias e achei a premissa bem original. Porém, a falta de reviravoltas e o pouco desenvolvimento dos personagens é um ponto que me incomoda bastante =/
    Eu leria o livro porque gostei da temática, mas leria sem muitas expectativas.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    Curtir

  9. Pior que olhando assim de primeira, parecia uma releitura. Mas adoro o jeito da Melissa escrever, a dar uma chance ao livro de qq jeito. Saber que é uma distopia, completamente distante da Disney já me deixou mais empolgada. Gostei da premissa, misturar gelo, a busca do local não congelado e uma moça crupiê (raro focarem nisso). Foi direto pra minha lista! 😉

    Curtir

  10. Oi!

    Eu não conhecia esta trilogia e admito que no início lembrei de Frozen da Disney hehehe
    Gostei do enredo, parece ser interessante. Talvez não daqueles livros que vão me marcar, mas que proporciona uma boa experiência de leitura.

    Curtir

  11. Gente, que tiro foi esse?
    Eu não conhecia essa história e acabei julgando o livro pela capa, pensei ser algo bobinho e deixei de lado, mas nossa, quero pra ontem o livro. parece ser excelente e super se adequa ao meu gosto literário.

    Curtir

  12. Pingback: Leituras do Mês: Julho 2016 | Livros e Sushi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s