Resenha: O Herói Improvável da Sala 13B – Teresa Toten

o_heroi_improvavel_da_sala_13b_1467922445595607sk1467922445bO Herói Improvável da Sala 13B (The Unlikely Hero of Room 13B)
Teresa Toten
Verus Editora, 2016
320 páginas
Skoob | Goodreads
Adam precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece uma garota no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

📚 Livro recebido em parceria com o Grupo Editoral Record.

Adam Spencer Ross é um garoto de 14 anos, mas que já lida com vários problemas na vida. Seus pais se divorciaram, seu meio-irmão é extremamente carente e dependente dele, sua casa anda recebendo cartas com várias ameaças anônimas e, recentemente, Adam descobriu que está apaixonado pela nova garota do grupo, Robyn Plummer. E como a vida de adolescente já não é fácil, somado a tudo isso, ele ainda está aprendendo a conviver com as complexidades do transtorno obsessivo compulsivo – TOC.

O TOC é um transtorno mental caracterizado pela presença de obsessões, compulsões ou as duas coisas e que transforma a vida da pessoa em uma verdadeira tortura. Devido ao transtorno, Adam frequenta um grupo de ajuda que se localiza na sala 13B, onde o psicólogo Chuck ajuda os jovens a tentarem compreender melhor a si mesmo, e em uma sessão teve a ideia que cada membro do grupo escolhesse um super-herói para usar como identidade durante as reuniões, e é a partir daí que vem o titulo do livro.

O livro abordar principalmente sobre o TOC e de como a doença afeta a vida da pessoa e de seus familiares. A leitura proporcionou acompanhar a complexidade do transtorno através dos vários personagens que frequentam o grupo de apoio, Adam por exemplo é obsessivo em contar números primos e sempre que passa por uma soleira de porta precisa cumprir um ritual, o que o deixava bem ansioso e angustiado.

Nunca tinha acompanhado uma história com personagens com TOC e fiquei bem surpresa para falar a verdade, a maneira como eles se sentem obrigados a cumprir um ritual é bem intensa e nos deixa ainda mais interessados a entender mais sobre o assunto. Fiquei apreensiva em vários momentos, queria muito que Adam melhorasse e tivesse uma vida normal, mas o transtorno é algo complexo, que se aprende a conviver, mas não tem cura.

O Herói Improvável da Sala 13B é um livro que nos toca de diversas maneiras, repleto de momentos de reflexão e a emoção rola solta. Adianto que não é um livro dramático, em várias partes há um inesperado humor, que alivia um pouco a gravidade do assunto. Gostei muito da leitura, a escrita de Teresa Toten é bem jovem e ela conseguiu inserir um assunto difícil em uma história leve e que nos faz torce muito pelos personagens.

A edição lançada pela Editora Bertrand Brasil está bem bonita, a capa está fofa e dentro do livro a diagramação está muito bem feita e que dá gosto de ler, realmente recomendo muito a leitura para quem tem interesse em conhecer mais sobre o TOC, achei um bom começo para entender mais sobre o transtorno.

Suzzy Chiu

Anúncios

20 comentários sobre “Resenha: O Herói Improvável da Sala 13B – Teresa Toten

  1. Pingback: Leituras do Mês: Setembro 2016 | Livros e Sushi

  2. Oiii Suzzy, tudo bem?
    Por incrível que pareça esse livro me lembrou a culpa das estrelas por causa do grupo de apoio de toda essas tristeza que assim ele estava a enfrentar e por não acreditar no amor, creio que tenha certa relação, o que acha? Mas, eu leria com toda certeza, gosto de livros com esses temas abordados, nos fazem pensar sobre várias coisas e um romancezinho dexa a gente mais fofa né ahuaaha
    Beijinhos

    Curtir

    • Oi Morgana.
      Eu não tinha associado ao livro Culpa das Estrelas, mas ambos tem elementos em comuns mesmo, são sick lit e encontram no amor uma forma de escape dos problemas.
      Vale a pena demais conhecer o livro, espero que possa ler.
      Beijos.

      Curtir

  3. Olá, a capa já me deu a ideia de uma leitura jovem, não imaginava algo mais complexo, achei o tema do livro super interessante, os apelidos de super heróis muito criativo e saber mais sobre o mundo de quem tem toc deve ser algo tocante e deve mexer com a gente. A premissa e sua resenha me animaram a ler esse livro, vou atrás pra ler, bjs

    Curtir

  4. Livros com essa pegada já não funciona mais comigo, não tenho tido muita mais paciência. Ele fala com um público que eu deixei de ser hááááá muuuuuuitos anos, mas há quem goste no time das tiazinhas, eu só não sou uma delas… kkkkkk… Fico feliz que tenha gostado, eu não leria no momento.

    Raíssa Nantes

    Curtir

  5. Oie!
    Eu ainda não li o livro, mas gostei do tema abordado na história. Um livro bem emocionante pelo que pude notar. Um titulo que vou anotar, para conseguir conferir posteriormente. Gostei da resenha.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    Curtir

  6. Gosto muito de livros que nos tocam e que têm esse toque de humor que dá uma aliviada em um assunto mais sério como o TOC. Já li alguns livros com personagens com a doença e sempre aprendo algo, fiquei interessada nesse.

    Curtir

  7. Suzzy, tudo bem?

    Estou de olho nesse livro. Histórias que abordem temas assim, me interessam demais. Transtornos psicológicos, sejam de personalidade, de comportamento… A psicóloga em mim grita de emoção.

    Ótima dica!

    Beijo

    Curtir

  8. Olá! Cara, fiquei curioso com esse livro por tratar do assunto de TOC, conheço muitas pessoas que tem esse pequeno problema na vida. Sua resenha ficou encantadora e me despertou curiosidade para ler. Vou marcar na minha lista de desejados.

    Curtir

  9. Ola, o livro realmente me trouxe curiosidade por se tratar do assunto do toc que eu gosto muito por conviver com ele, entao ver um livro que traz esse assunto e super legal e tenho certeza que irei adorar ler , me identificar e me senti representada pelo personagem

    Curtir

  10. Não conhecia o livro, mas gostei muito da premissa. Já me senti tocada pelo problema do personagem. Acho muito pertinente uma obra que traz um personagem que sofre de TOC, pois essa é uma das doenças do momento. Achei muito importante que haja momentos de reflexão e de emoção, mas que haja, também, um pouco de humor aliviando a gravidade do assunto. Dica anotada!

    Tatiana

    Curtir

  11. Oi, Suzzy!!!

    Adorei o Adam!!! ❤
    Criei uma empatia muito forte por ele e queria muito que as coisas melhorassem nessa loucura que é a vida dele.
    Achei o livro ótimo também. A única coisa que não gostei foi o final aberto. Eu tenho esse tipo de problema. Por mais que compreenda porque a autora fez, ainda preferia ter uma conclusão, sabe? Hahahaha
    Mas o livro vale muito a pena!!

    Bjs!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s