Resenha: O Garoto do Cachecol Vermelho – Ana Beatriz Brandão

o_garoto_do_cachecol_vermelho_1470059997602519sk1470059997bO Garoto do Cachecol Vermelho
Ana Beatriz Brandão
Verus Editora, 2016
294 páginas
Skoob | Goodreads
Melissa acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando um garoto misterioso aparece na sua vida. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho…

📚 Livro recebido em parceria com o Grupo Editoral Record.

O sonho de Melissa sempre quis seguir a carreira de bailarina e poder estudar numa escola de balé renomada e para isso ela treina horas por dia. De família rica, sempre teve tudo que desejou e por isso se tornou uma pessoa metida e sem muita cerimônia na hora de falar. Sua vida vira do avesso ao conhecer Daniel, um garoto que para ela é apenas um vândalo querendo atrapalhar seus planos e sonhos. De uma hora pra outra, Melissa se ver num dilema de seguir o que sempre quis ou viver um grande amor.

Desde que vi o livro no lançamento e após tantos elogios, fiquei muito interessada em conhecer o trabalho da Ana Beatriz Brandão, uma jovem autora de 17 anos e com uma carreira bem promissora. Já comecei o livro cheia de expectativas e bem animada, mas depois de alguns capítulos senti que poderia não gostar tanto. Infelizmente o livro não me encantou como eu gostaria e grande parte é por causa da protagonista.

13880393_1209377875774280_5764323083541616387_n

Vou falar logo de cara que não gostei da Melissa, achei ela muito chata desde o início e não vi que ao longo do livro ela tenha melhorado tanto assim, talvez no final tenha comovido os leitores, mas não me tirou a má impressão do começo. Ela é mimada, se acha muito linda e melhor que os outros, cheia de preconceitos e é uma garota super grossa e mal educada. Não sei sinceramente o que o Daniel viu nela.

Daniel é o garoto do cachecol vermelho e é o oposto de Melissa, ainda bem. Ele é um dos melhores alunos da escola, lindo, bondoso, está sempre disposto a ajudar e decide que quer mudar a forma que Melissa ver o mundo, e por isso não sossega até conseguir se aproximar dela e, é claro, que daí surge um romance entre eles.

Sempre torço muito pelo casal, mas não senti aquela química boa não, achei forçada a relação e não consegui me envolver com a história. Daniel e Melissa são muito diferentes, que nunca imaginaria que fossem se envolver de alguma forma. Todas as vezes que ela o tratava mal, eu ficava com mais birra dela e não via futuro nos dois.

Apesar desses pontos que me incomodaram, gostei que a autora inseriu diversos assuntos, que muitas pessoas já presenciaram na vida e que muitos podem se identificar, como transtorno alimentar, violência, abuso sexual, preconceito, entre outros.

O Garoto do Cachecol Vermelho é um young adult com uma história clichê, mas que emocionou e tirou lágrimas de várias pessoas, eu não senti tudo isso, não chorei com os dramas, e o final foi previsível, mas entendo que pode mexer com as pessoas, ainda mais que já passou por algo parecido.

Recomendo o livro para quem gosta de um romance leve, com algumas emoções fortes, protagonista bem chata, mas com um mocinho fofo. Nem preciso dizer que a edição está linda, a capa remete bem a história e a diagramação da Verus Editora está muito boa.

Quem já leu? Quero saber a opinião de vocês. =)

Suzzy Chiu

Anúncios

17 comentários sobre “Resenha: O Garoto do Cachecol Vermelho – Ana Beatriz Brandão

  1. Oi, Suzzy!!! Tudo bem?

    Não li o livro ainda, mas não fiquei muito interessada porque vi que era mais puxado para sick-lit e confesso que não estou em um momento favorável para essas leituras. Rsrsrs
    Mas sempre acho muito clichê a maioria dos romances. Acho que é porque a gente já leu demais. Hahahaha
    De qualquer forma, é uma leitura que deixaria mais para frente. Estou em um momento mais “felizes para sempre”. Hahahaha

    Bjs!!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    Curtir

  2. Olá
    Eu conheço a autora, inclusive li seu romance de estreia (Sombra de Um Anjo) e amei de mais. Tenho muita curiosidade de ler novamente algo dela, pois amo a forma que ela escreve. Sobre o fato do livro fazer a pessoa chorar, acho que eu também não ia ter essés mesmos sentimento, pois sou quase insecivel rsrs. Até mais vê
    Bjs

    Curtir

  3. Olá
    Verdade, tem personagem não dá, a gente até tenta ver algo de positivo, mas simplesmente não dá.
    É uma pena que esse problema aconteceu, e muito provavelmente vai acontecer comigo também, ainda bem que tem o Daniele para dar uma equilibrada, mesmo assim vou passar a dica

    Curtir

  4. Eu sou apaixonada por esse livro e no começo eu também não gostei da Mel, mas conforme o tempo foi passando ela foi me conquistando. A intenção é justamente esse, mostrar como é possível mudar se a pessoa se permitir ser ajudada. Não mudar por amor, não mudar para agradar, mudar para se sentir melhor e ser uma pessoa melhor, fazendo o bem. Agora eu estou louca pelo segundo livro.

    Curtir

  5. Olá, a capa do livro realmente é muito linda mas pelas resenhas incluindo a sua,essa é uma das protagonistas mais insuportaveis que ja vi,prefiro não ler o livro do que me irritar e jogar ele pela janela de raiva da personagem Kkkkkk

    Curtir

  6. Olá, tudo bem? Confesso que já li muitas resenhas e a maioria delas fala que o livro é MUITO superficial que as vezes chega a ser irritante. Odeio romance que a autora não sabe aprofundar um pouco aquilo que ela quer passar e acho que isso é reflexo da idade da autora especificamente neste volume. Por isso ler e ouvir tantas opiniões, optei por não ler para não decepcionar. De fato a capa é bem bonita, mas isso não tira o desmérito do conteúdo. Gostei da sinceridade!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    Curtir

  7. Oiee Suzzy ^^
    Com as pistas que a autora foi soltando ao longo da história, eu imaginei que aquilo poderia acontecer no final, mas não achei que realmente fosse. Fiquei chorando que nem trouxa, mas isso acontece sempre, porque eu choro com quase tudo, então kkkk’ eu odiei a Melissa desde o primeiro instante, mas acabei gostando dela depois, o que me surpreendeu. A autora caprichou. Eu amei esse livro!

    Curtir

  8. Olá!
    Sempre vejo as pessoas falando desse livro e acredito que ficaria com muita raiva da protagonista também, porque simplesmente não tenho paciência para essas coisas hahaha Mas vou tentar dar uma chance e ver se ela se redimi no final.
    Beijos.

    Curtir

  9. Suzzy, tudo bem?

    Tô com esse livro aqui desde a bienal, quando conheci a autora. Uma fofa, uma querida! Comecei a ler e tive a mesma impressão que você, com relação à protagonista. Interrompi a leitura e confesso que não sei se retomo. Esse fato dela não “se redimir”, dela não se transformar, me deixa com a impressão de que só ter um mocinho fofo não vai diminuir minha antipatia, sabe? Sei lá, não tenho pretensão de retomar agora..Mas, quem sabe?

    Beijo e parabéns pela resenha, aliás suas resenhas são sempre ótimas!

    Beijo

    Curtir

  10. Oi
    eu andei vendo esse livro por ai, a capa é uma graça e a história eu acho atraente porque eu gosto de chick lit, mas eu também tenho problemas com protagonistas chatinhas, ou seja, fiquei dividida agora, apesar de ainda querer dar uma chance para o livro, vai que o ebook dele aparece em alguma promoção?
    Adorei a resenha!!

    Curtir

  11. Pingback: Leituras do Mês: Novembro 2016 | Livros e Sushi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s