Resenha: Mil Pedaços de Você (Firebird #1) – Claudia Gray

Mil Pedaços de Você
Título Original: A Thousand Pieces for you
Série: Firebird, #1
Autor: Claudia Gray
Editora: Agir Now
Páginas: 228
Ano: 2017
Gênero: Distopia, Aventura, Ação
Classificação: ⭐⭐⭐⭐
🔎 Compare os preços do livro aqui.

Marguerite Caine é uma jovem com pais incomuns, eles são renomados cientistas, que acabam de fazer uma das mais maiores descobertas do mundo: A existência de várias dimensões se coexistindo e que estão conectadas entre si. E o mais impressionante é que podemos viajar entre elas! O diferencial da descoberta é que cada dimensão tem as mesmas pessoas, mas em uma versão diferente, morando em outra casa, com outro gostos, tendo outro emprego…

Para viajar seria necessário de uma ajuda da tecnologia e os pais de Marguerite inventam o Firebird, um aparelho capaz de transportar a pessoa para outra realidade. Ao ser enviado para outra realidade, a pessoa assume seu “eu” daquela dimensão que está viajando. Assim, a pessoa não ficaria “duplicada” no mesmo universo e ninguém notaria a mudança.

O livro começa com uma tragédia, o pai de Marguerite acaba de falecer e tudo indica que seu assistente Paul Markov o assassinou para roubar o Firebird e fugiu para outra dimensão. Marguerite só pensa em se vingar e decide ir atrás do criminoso mesmo sabendo que pular entre as dimensões pode ser muito perigoso, mas com a ajuda do seu amigo cientista Theo, ela vai em busca de respostas e de sangue! Porém, o que não esperava é que a cada encontro com Paul, ela ficasse em dúvida se ele teria coragem de matar seu pai que o tratava como filho e se ela seria capaz de tirar uma vida.

Acompanhamos então a aventura de Marguerite usando o Firebird para viajar, e descobrimos junto com ela as diferentes versões de si em cada dimensão. Na primeira ela é órfã baladeira em uma Londres futurista; em outra se torna uma Grã-Duquesa na Rússia Czarista; depois é uma refugiada em uma estação no meio do oceano. 

Mil Pedaços de Você é uma mistura de fantasia com ficção científica, que ao longo do livro vamos encontrar vários conceitos técnicos, mas não se preocupe que tudo é tranquilamente explicado e vão nos ajudar a compreender mais a história. Marguerite se mostrou no início uma jovem impulsiva e teimosa, até certo ponto ingênua, mas a medida que avança na sua busca, vai melhorando e amadurecendo.

Ainda não conhecia o trabalho da Claudia Gray e estou surpresa com a sua originalidade, pois ela conseguiu deixar a viagem do tempo bem interessante e diferente do que já vi. A ideia do viajante assumir seu “eu” na nova dimensão foi algo que não esperava e que foi muito excitante ver os personagens se adaptando as novas realidades, e a autora conseguiu deixar evidente as diferenças e semelhanças que ligam cada dimensão.

A única coisa que fiquei decepcionada com a história é que logo nas primeiras páginas você já suspeita da identidade do assassino, mas o que valeu a pena é que a autora conseguiu me convencer com uma explicação que nem passou pela minha cabeça. Recomendo a leitura do livro, que apesar de ter um final fechado, estou curiosa para saber o que vem nos próximos volumes.

 

»» Sobre a Série ««

A série Firebird é composta por três livros, o primeiro e o segundo volumes foram publicados no Brasil pela Editora Agir Now, agora parte da HarperCollins Brasil. A história é uma distopia, em que acompanhamos Marguerite Caine viajar entre diversas dimensões paralelas com um aparelho chamado firebird, ela busca por vingança pela morte do seu pai e que após a tragédia destruiu os sonhos de sua família.

1 – Mil Pedaços de Você Ceifador
2 – Dez Mil Céus Sobre Você
3 – Um Milhão de Mundos Com Você

barra-assinatura

suzzy
Suzzy Chiu
Chinesa mineira, apaixonada por animais, adora coisas fofas, não suporta filmes de terror, potterhead, shopaholic assumida e sempre pensando positivo!

Anúncios

14 comentários sobre “Resenha: Mil Pedaços de Você (Firebird #1) – Claudia Gray

  1. Oi Suzzy!

    Tudo bem? Eu li essa trilogia ano passado e tenho sérios problemas com ela. Eu não gostei do casal (torcia para ela ficar com Theo), a autora foi dando cada vez mais destaque para o romance e menos para a trama e tem umas coisas no último livro que achei simplesmente inconcebíveis!

    Realmente a originalidade da trama é inquestionável, mas realmente fiquei bastante frustrada com o fato de que as coisas tomaram um rumo bem diferente daquele que é “prometido” (especialmente no último volume).

    Que bom que a história foi legal para você, honestamente estou bem afim é de trocar meus livros no momento para ver se eles ao menos me proporcionam outra leitura que seja mais agradável.

    Beijinhos
    http://www.paraisoliterario.com

    Curtir

  2. Olá, tudo bem?
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, pois adoro o tema. Inclusive, já comecei a leitura desse livro e precisei parar por falta de tempo. Eu gosto muito da mistura que a autora faz e até da inserção de termos técnicos pois eles nos fazem pensar.
    Adorei sua resenha e vou anotar a dica.
    Beijos

    Curtir

  3. Olá!
    Pela capa eu nem imaginava que o livro se tratava disso. :O Me lembrou um dos últimos filmes que saiu da Disney, Um Dobra do Tempo.
    Achei interessante a premissa, não pela parte de viagem entre mundos (já que essas coisas de sci-fi nunca me animam tanto kkkk), mas mais pelas várias faces que ela precisa ter pra se adaptar a cada mundo.
    Mesmo não achando que a capa combine tanto com o gênero, achei elas lindas!

    Curtir

  4. Olá! Tudo bom?

    Gente estou apaixonada pela capa desse livro, na verdade pela da série toda! Ainda não tive contato com a autora e gostei muito de saber que ela tem essa originalidade, gostei também do ponto em que a personagem vi amadurecendo, particularmente gosto muito disso numa história. Enfim, anotei aqui a dica e espero achar a leitura tão prazerosa como você ♥

    Beijos

    Curtir

  5. Oi, tudo bem?
    Não sou muito fã de fantasia, mas esse Q de distopia meio que me atrai bastante. Principalmente que gostaria de saber como a autora criou tantos universos coexistindo no meio da trama. Não conhecia a história, sua resenha foi meu primeiro contato de já quero! Adorei! Beijos

    Curtir

  6. Oi.

    Eu sempre via esse livro na Amazon, mas nunca pensei em comprar. Já vi alguns comentário nao muito bons sobre a obra, e fiquei com receio de ler e não gostar. Ainda estou em dúvida. Acho que vou deixar em off até me decidir se leio ou não.

    Curtir

  7. Oi Suzzy, fazia tempo que eu nao passava por aqui! Essa é uma série que me chama muito a atenção, principalmente pela cada e porque faz sucesso no booktube, apesar de nao ser meu genero favorito, são resenhas como a sua que me deixam animada para realizar tal leitura, sendo assim, dica anotada.

    Curtir

  8. Caraca, que luvor é esse. Adoro essas fantasias com uma boa pitada de ficção científica, e para completar a diagramação está lindíssima. Gostei dos personagens centrais e dos mistérios e aventuras que os envolve. E após essa sua resenha, preciso urgentemente iniciar essa saga.

    Curtir

  9. Oi Suzzy!!!
    Amei a sua resenha. Eu ainda não conheço a autora e seu trabalho, mas distopia é um gênero que quero começar a ler um pouco mais esse ano. Gostei muito da premissa do livro e estou curiosa para saber como a autora vai conduzir a história.
    Dica mais que anotada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.