Resenha: O Coração da Esfinge – Colleen Houck

coracao_da_esfinge_1469364549598917sk1469364549bO Coração da Esfinge (Recreated)
Série Deuses do Egito #2
Colleen Houck
Editora Arqueiro, 2016
368 páginas
Skoob | Goodreads
Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos. Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai tentar libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso. Nesta sequência de O Despertar do Príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.

Hoje vamos falar do livro O Coração da Esfinge, segundo volume da série Deuses do Egito. O final do primeiro livro foi muito tenso, quem leu ficou muito aflito, pois Amon e Lily tiveram que se separar (não é spoiler,ok?!), agora ele está preso no mundo dos mortos correndo muitos perigos e ela em Nova York deprimida e sem rumo na vida. Para tentar salvar ele, Lily recebe a missão e a ajuda do Deus Anúbis, deus da morte, que traça um plano para tentar tirá-lo antes que aconteça o pior.

No livro anterior, Amon tinha dado de presente para Lily um escaravelho com o seu coração, como consequência ela é a única que consegue se comunicar com ele, mesmo que seja apenas em sonhos. Ela tem a chance de salvar o seu amado, mas uma mortal não pode entrar no mundo dos mortos e por isso ela começa a sua jornada para se tornar uma esfinge, com poderes e força para ajudar Amon.

A expectativa pela continuação foi alta, mas o livro não me agradou tanto quanto o primeiro. No segundo volume temos novos personagens importantes na trama e várias explicações sobre o mundo dos deuses e seus passados, os motivos que os levaram a fazer certas coisas e as consequências disso tudo. Me senti um pouco confusa no meio dos diálogos, principalmente quando era para explicar algum ponto importante, tinha tantos detalhes, que eu ficava louca.

Como falei na resenha do Despertar do Príncipe (resenha aqui), sempre gostei muito de mitologia egípcia, as histórias sobre a cultura e todos os deuses e mitos me fascinam. Quando li o primeiro volume, eu fiquei encantada com a história, sem contar o romance entre Amon e Lily, que tem todos os elementos para nos deixar com o coração na mão. Amon é o tipo de personagem que a gente ama, lindo, sexy e tudo de bom. Já Lily me agradou muito no primeiro volume, sendo inteligente e de personalidade forte. Mas no segundo fiquei um pouco em dúvida sobre seus sentimentos, a questão é que a autora arrumou muito mais que um triângulo amoroso e a confusão ficou maior ainda.

Outro ponto que me incomodou foi que senti muito a falta de Amon, ele quase não aparece nesse livro, o foco é mais na jornada de Lily se tornando esfinge e em como ela irá ajudar ele a sair daquele mundo do mortos, que a cada dia drena as suas forças e o deixa vulnerável aos inimigos.

Colleen Houck mais uma vez mostrou que fez uma pesquisa bem minuciosa sobre a cultura egípcia, estudou cada um dos Deuses para poder encaixar sua história na trama da série, o que foi genial! Mas acho que deixou o romance a desejar, pelo visto já é uma característica da autora introduzir um romance dividido, o que nem sempre agrada a todos, eu mesmo não sou muito fã.

Mesmo não amando tanto o segundo livro, ainda recomendo a série por ter uma história bem rica na cultura egípcia e acredito que Lily e Amon ainda vão ter seu merecido final feliz! 

»»Sobre a série Deuses do Egito ««

A série Deuses do Egito ainda está sendo publicada e conta com três livros + um conto chamado de Reignited , em que vamos conhecer mais sobre a história dos deuses. As capas já foram reveladas e a Arqueiro deve manter a arte original e continuar lançado em papel metalizado, maravilhoso demais! Ainda não temos previsão de quando saíra o terceiro livro, mas pelo menos já sabemos o título Reunited (tradução literal: Reunido), ansiosa para ver o desfecho da saga.

1 – O Despertar do Príncipe
2 – O Coração da Esfinge
3 – Reunited (será lançado ainda)
0.5 – Reignited (será lançado ainda)

barra-assinatura

suzzy
Suzzy Chiu
Chinesa mineira, apaixonada por animais, adora coisas fofas, não suporta filmes de terror, potterhead, shopaholic assumida e sempre pensando positivo!

Leituras do Mês: Abril 2017

Hello pessoal!

Abril foi um mês de ótimas leituras, li vários lançamentos que eu amei e super recomendo!

Para começar devorei a continuação de A Rebelde do Deserto (resenha) e não me decepcionei! A Traidora do Trono (resenha) superou todas as minhas expectativas e fiquei surtada com o final! Recomendo muito essa trilogia para todos que curtem uma história diferente e cheia de emoções.

Continuar lendo

Suzzy Bloom Confessa #8: Abril 2017

Oioi pessoal!

Já conhecem essa coluna do blog?! Então me acompanha que eu explico tudinho. 😀

Sou uma consumidora sem vergonha, haha…compro mesmo e não faço cerimônia e isso lembra um personagem da Sophie Kinsella, a famosa Becky Bloom, conhecem? Ela tem um péssimo hábito: é uma consumidora compulsiva (como eu)! E meus amigos sabendo do meu vício em compras, fizeram um trocadilho me chamando de Suzzy Bloom.:) haha, tudo a ver né?!

Continuar lendo

Resenha: Nossas Horas Felizes – Gong Ji-Young

Nossas Horas Felizes
Gong Ji-Young
Editora Record, 2017
280 páginas
Skoob
É sempre uma grande satisfação descobrir uma boa obra vinda de um país diferente dos que estamos acostumados. “Nossas Horas Felizes” foi escrito por Gong Ji-Young, uma autora sul-coreana, e conta uma história de perdão e transformação. Não se trata, no entanto, de uma leitura simples; o processo de revisitar o passado – e aceitar situações que nos levaram a seguir determinados caminhos na vida – pode acabar trazendo dor e angústia.

📚 Livro recebido em parceria com o Grupo Editoral Record.

Yujeong é uma jovem na casa dos 30 anos e que cumpre bem o papel de “ovelha negra” de sua família. Sempre teve tudo em suas mãos, mas nunca conseguiu se encontrar. Incapaz de perceber sentido em sua existência, em que a regra consistia em relacionamentos ruins e em empregos sem muito futuro, ela acabou tentando suicídio mais de uma vez.

Continuar lendo

Parceria 2017: Editora Arqueiro e Editora Sextante

Aeeeeee!! Hoje estou mega ultra feliz em anunciar que o Livros e Sushi é o mais novo parceiro das editoras Arqueiro e Sextante. \o/
Não sabia que ia sair o resultado esses dias e quando vi o e-mail na hora do almoço, eu até perdi a forme e só sabia sorrir e mostrar para todo mundo o e-mail, mesmo que a galera nao entendesse nada, hahaha!

Estou bem positiva esse ano, tanta coisa boa já aconteceu e sei que mais coisas legais vão vir para o blog.

Aqui no blog já tem várias resenhas da Arqueiro, vocês podem conferir aqui.

Estou feliz demais com as conquistas do Livros e Sushi e isso tudo só foi possivel com a ajuda dos leitores do blog e seguidores das redes sociais.
Muito obrigada! 

2017 vai ser perfeito e vai dar tudo certo!

barra-assinatura

suzzy
Suzzy Chiu
Chinesa mineira, apaixonada por animais, adora coisas fofas, não suporta filmes de terror, potterhead, shopaholic assumida e sempre pensando positivo!

Resenha: O Casal Que Mora ao Lado – Shari Lapena

O Casal Que Mora ao Lado (The Couple Next Door)
Shari Lapena
Editora Record, 2017
294 páginas
Skoob | Goodreads
Anne e Marco são convidados para um aniversário, porém a anfitriã pede que não levassem a filha do casal. Ela simplesmente não suporta crianças chorando. Como estavam sem babá, decidem deixar a criança sozinha e Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. No entanto, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da criança faz o casal se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.

📚 Livro recebido em parceria com o Grupo Editoral Record.

No livro conhecemos Anne e Marco Conti, um casal que acaba de ganhar uma linda bebê chamada Cora, mas que ainda estão aprendendo a lidar com a criança por serem pais pela primeira vez.

Ao serem convidados para uma festa na casa dos vizinhos, Marco fica animado por poderem sair da rotina e acha que vai fazer bem para Anne, pois ela anda sofrendo de depressão pós parto. Mas de última hora a babá desmarca e o casal se ver no dilema de ir ou não na festa, uma vez que a anfitriã proibiu eles de levarem a criança, ela odeia que fiquem chorando e estragando o clima.

Continuar lendo